sábado, 8 de novembro de 2008

Devaneio

Posso? Preciso mesmo pedir? Não deveria simplesmente chegar? Porque as coisas tem que ser assim? Porque não podem ser simples? Porque complicar? A dor vem de onde? Na verdade, não deveria doer, né?
Então... e agora?
O amor...passa?

6 comentários:

ANDREA MENTOR disse...

Beeeeeeeeeeel... Respondendo suas perguntas, que tb podem ser minhas tá?

1. Pode amiga, mas falta muito.
2. Precisa sim, mas continua faltando muito.
3. Deveria chegar se não faltasse tanto...
3. As coisas são assim e não importa o quanto falte.
4. Simples? Quem? Eles? Ah, eles faltam, muito e quase sempre.
5. Complicar porque sempre sobra muita falta.
6. A dor vem da falta, que nem sempre sabemos de que ou de quem, mas falta muito...
7. Não, não deveria doer. Mas falta muito, lembra? E a ausência muitas vezes dói... E dói o tanto quanto falta. E, nesse caso, falta e, portanto, dói muito.
8. E agora? Então...
9. O amor?! Ah o amor, suas sobras e faltas... Calma. Sobra, falta, nem sempre passa. Quer saber amiga, ainda bem...

Beijo

Marcelo Faccenda disse...

amando?????? novidades, pelo jeito...
:o)

Bel Lucyk disse...

- Déa, obrigada por responder minhas perguntas! =) E falta mesmo, viu? kkkkkkkk

- Marcelo, digamos que eu sou dramática.... kkkkk opa! Vc passeando no meu blog. Vou no seu ver se tem novidades! beijos

Fafá Póvoas disse...

Ahahahahahaaaaaaaaaaaa

Definitivamente, poderia ser fácil!!!

Felipe Campbell disse...

Se tudo passa, talvez passe por aqui. E me faça esquecer tudo o que eu fiz...

Engenheiros é bom pacas!!!

Bel Lucyk disse...

Ta aí! Eu amo engenheiros tbém! =)