segunda-feira, 4 de maio de 2009

Da série: Dedique uma canção a quem você ama

Na última semana completei 31 aninhos.
Confesso que quando cheguei aos 30, senti um certo peso e me cobrei bastante em relação a algumas metas estabelecidas na minha vida que eu ainda não tinha atingido. A chegada desse novo ano foi mais leve em todos os sentidos, principalmente porque sei que já conquistei algumas interessantes nos últimos 365 dias.
Por causa disso, resolvi comemorar em grande estilo, algo do tipo - 31 horas de comemoração, uma para cada ano de vida. E de todos os eventos e presentes que ganhei, o que mais mexeu comigo foi o carinho que recebi de todos os que são importantes pra mim.
O que vou escrever agora é completamente clichê, mas eu tenho sorte dos amigos e família que tenho. Alguns não conseguiram falar comigo no dia primeiro, mas assim que conseguiram um telefone me ligaram. Outros que eu nem esperava, ligaram ou deixaram recadinhos no orkut, mandaram mensagem, emails... e isso fez toda a diferença. Ainda hoje recebi felicitações. Recebi visitas muito queridas de Brasília e vou encontrar com os demais no final da semana, quando for pra lá. Os meus queridos daqui estiveram presentes em algum momento ou outro (alguns em todos), fosse na praia, balada, almoço ou cineminha no meio da tarde.
Então, seguindo a linha de raciocínio da série - dedique uma canção a quem você ama, vou escrever uma letra mais clichê ainda... mas e dái? É verdade mesmo...

É tão lindo - Balão Mágico

Se tem bigodes de foca
Nariz de tamanduá

Parece mesmo estranho, heim!

Também um bico de pato
E um jeitão de sabiá
Mas se é amigo
Não precisa mudar

E é tão lindo
Deixa assim como está

E eu adoro, adoro
Difícil é a gente explicar
Que é tão lindo

Se tem bigodes de foca
Nariz de tamanduá

E orelhas de camelo, né tio!

Mas se é amigo de fato
A gente deixa como ele está

É tão lindo, não precisa mudar

É tão lindo é tão bom de se gostar

E eu adoro

É claro
Bom mesmo é a gente encontrar
Um bom amigo

São os sonhos verdadeiros
Quando existe amor
Somos grandes companheiros
Os três mosqueteiros

Como eu vi no filme

É tão lindo, não precisa mudar

É tão lindo deixa assim como está

E eu adoro e agora
Eu quero poder lhe falar

Dessa amizade que nasceu

Você e eu

Nós e você

Vocês e eu

É tão lindo

- Tio

- Heim!

- É legal ter um amigo, né?

- É maravilhoso
Mesmo que ele tenha
Bigodes de foca e até um nariz de tamanduá

- E orelhas de camelo tio, lembra?

- Orelhas de camelo?

- É tio

- É mesmo, orelhas de camelo!
Mas é um amigo, né?

- É

- Então não se deve mudar.


PS - a idade está me deixando menos criativa... rs rs

5 comentários:

Madame Mim disse...

Parabéns, tudo de bom pra vc!:)
(faz uma cara que não ouvia essa música...)
beijos

Camila Máximo disse...

Adorei a música!!!
E até sexta!
Beijos, Beijos, Beijos!

Bel Lucyk disse...

- Cris! Obrigada!
- Cacá! Até sexta! Iupiiiiii

Felipe Campbell disse...

Bel, querida, como te escrevi no email, vou desencontrar de você de novo, pois irei a Sao Paulo na sexta à noite mesmo. Que coisa, hein?

Você é feliz por ter amigos legais como eu - mesmo que eles estejam desaparecidos -, mas é pra compensar um irmão mala como o que você tem ahoeahoeahaoeahoe...

Beijocas

PS: Tá piegas demais a música!!!

Bel Lucyk disse...

Boris,

vc mora no meu coração, mesmo sendo um amigo tão ausente! =)
qto à música, eu disse que era clichê!