domingo, 27 de setembro de 2009

Faxina na casa alheia



Tenho passados meus domingos na casa da minha mãe.
Adoro passar o dia com ela e minha vó. É sempre uma delícia. Às vezes vou só, às vezes com minhas irmãs e muitas vezes, para desespero da minha mãe e do seu cão, o Zeca me acompanha.
No final de semana anterior, já na hora de ir embora, fui olhar sua coleção de dvds para levar alguns para casa - amo filmes e queria levar para minha irmã assistir. Em algum momento, minha mãe disse que precisava arrumar os cds, tirar um monte que ela não queria mais. E eu fui fuçar na gaveta e organizar, enquanto ela olhava. Fazer faxina na casa alheia é sempre fácil. Achei alguns cds que fazem parte da minha adolescência e que eu nunca mais tinha visto, como um que comprei do Little Quail and the Mad Birds na época do primeiro ano. Fiquei muito feliz quando encontrei o cd solo do Renato Russo, o Stonewall Celebration. Esse, como poucos, faz parte de mim, de quem eu sou.
Achamos também alguns VHS, que peguei para converter em dvd. Tinha até fita do aniversário de 9 anos da minha irmã mais nova. Na casa de mamys não tem videocassete, mas rimos enquanto lembramos que foi na época em que todas as crianças deveriam estar usando botas da Xuxa, em 1990.
Na hora de voltar as coisas para a gaveta e decidir o destino do que não voltaria pra lá, vi um dvd sem nome. Tentamos rodar no aparelho, não deu certo. Fomos para o computador e a surpresa foi deliciosa: há algum tempo meu pai mandou converter os filmes de super 8 que foram feitos na nossa infância. Tem coisas filmadas da época em que eu nem era nascida ainda. Os filminhos de 3 minutos, mal arranjados, mudos e alguns completamente sem foco foram emocionantes. Voltei no tempo ao rever a fazenda, vendida há pouco tempo, e a casa dos meus avós. Vi meus irmãos engatinhando, me vi aprendendo a andar de bicicleta, meu pai e meu tio caçando, os cachorros históricos da família (o Tigre e a Gatinha), minha mãe, linda como sempre e minha vó fazendo o que tanto gostava: jogando baralho. Vi o médico que me trouxe ao mundo jogando sinuca e tomando cerveja na fazenda com meu avô, vi o aniversário de 5 anos da Dani e os presentes que o Rafa ganhou de natal. Vi a represa, as pessoas fazendo pose para a filmagem como se fosse para uma foto. Vi o jatinho amarelo (um fusquinha lindo que minha mãe tinha). Enfim, vi e revivi momentos muito felizes.
Depois de assistir aos vídeos, ver os milhares de bilhetes que eu sempre escrevia para minha mãe, os desenhos que fazíamos, os textos que eu já ensaiava aos meus 14 anos e que mandava pra ela perguntando sua opinião, os convites de formatura de segundo grau e graduação, tenho sonhado muito com o passado. Me vejo na casa em que moramos dos meus 9 aos 18 anos, ou na casa do meu avô e na fazenda. Às vezes eu acho que esses sonhos seriam um prato cheio para minha analista. Às vezes eu acho que é só nostalgia boa mesmo.

14 comentários:

Ludmila disse...

Querida, imagino que o espírito de Rubem Alves despregue dele por alguns momentos e cole em você... é uma delícia lê-la. Beijos!

Jow disse...

que saudaaaadeeee!!!!

RC disse...

Quanto cobra pra vir arrumar meus CDs... hehe

Anônimo disse...

Também quero fazer essa viagem!!!
Você me convida?
Grande beijo
Tia Detinha

Bel Lucyk disse...

- Lud, que saudade de vc, friend!
- Joooow, vamos pra lá no domingo. Uar
- RC, só posso arrumar os CDs se eu puder jogar fora e pegar pra mim o que quiser! uahauahauha
- Tia querida, vc spe está convidada! Spe! Saudade! Bjs

Ju Russomano disse...

Adorei! Me fez lembrar a minha infância... bons tempos hehe. Bjks

Madame Mim disse...

Nossa família tbém teve um fusca amarelo. E um laranja.
Adorei ler suas recordações.
bjo

RC disse...

Meus CDs - sim, sou do tempo do CD - só saem de casa sob forte escolta... :)

Silvia Caroline disse...

recordar é viver como ja foi dito.
ahhh é bom sentir sensações boas da infância não é mesmo?

fusca amarelo sempre quis ter um!

beijos grande!

Bel Lucyk disse...

- Ju, obrigada!Essas sessões nostalgias são gostosas, né? =)
- Mim, qual era o nome do fusquinha amarelo da sua casa?
- RC, então, nada feito sobre a faxina! kkkkkk
- Silvia, eu sou uma pessoa nostalgica por natureza! rs rs bjs

Camila Máximo disse...

Aff!
Fiquei lembrando das nossas farras de adolescência, kkkkkkkkkkkkkk. Carnaval na fazenda, comemoração da copa na praça, gritos de carnaval, serestas no centro comunitário!
Fui loooooonge agora, kkkkkkkkkkk
Muitas saudades de você!
Hoje é dia 1º! Isso significa que nosso almoço sairá em breve!
Beijocas da Cacá.

Madame Mim disse...

Bel, eles não tinham nome, ou se tinham, eu não lembro não, ninguém me contou.
Mas tenho fotos das relíquias.
bjos

Bel Lucyk disse...

Seresta é o novo, cacá!!! Amei nosso almoço!
Foto de relíquia é spe uma delícia!
beijo pra vcs!

Madame Mim disse...

Bel, fiquei me sentindo culpada pq disse que vc era minha destruidora de codinomes e agora vc só fala Madame, rsrsrs...
Eu falei brincando, pode me chamar como quiser, viu...todo mundo sabe meu nome mesmo (nome, tel, minha cara de bolacha e etc)..rsrsrsrr
beijão!