quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Só podia ser brincadeira

Só podia ser brincadeira: acordou atrasada. No meio do banho, o chuveiro queimado. Só podia ser brincadeira: perdeu o ônibus e teve sua celular levado por um pivete na parada de ônibus. Só podia ser brincadeira: no trabalho, não se concentrou. Nem na reunião em que tinha que resolver o orçamento do próximo ano para a área. Saiu de lá com a impressão de que tinha feito tudo errado. Só podia ser brincadeira: no final do dia, depois da caminhada, suada e com calor, descobriu que o síndico do prédio resolveu fazer uma reforma no hidrante e todos os apartamentos estavam sem água. Só podia ser brincadeira.

Nenhum comentário: