terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Pecado Capital

De todos os pecados capitais, o que mais se aplica a mim, com certeza, é o pecado da gula. Eu confesso: sou boa, muito boa de garfo. Aliás, minha família inteira é. A minha desvantagem em relação aos demais é que eu sou a única com franca tendência aos quilinhos a mais, o que venho cultivando há alguns anos.
Sempre briguei com a balança e a hipótese que melhor explica isso é o fato de que cresci tomando anti-histamínicos, que segundo minha irmã (e nutricionista), aumenta, e muito, a vontade de comer carboidratos. Eu tenho certeza que amaria os carboidratos mesmo se não fossem os antialérgicos que tomei minha vida inteira. No entanto, sei também que é sempre bom colocar a culpa em alguém (ou algo, como nesse caso). Por exemplo, a culpa dos últimos quilos que conquistei foi para o antidepressivo que tomo há algum tempo. Mas eu sei que sou responsável por todos os surtos gastronômicos que tenho. Como já disse no início do texto, sou boa de garfo. E se estou feliz, eu como. Se estou triste, eu como mais ainda. E aí fico mais triste e vou vivendo numa bola (literalmente) de neve.
E nesse final de semana, depois de decidir recomeçar minha dieta pela milésima oitava vez desde o início do ano, cheguei a mais uma conclusão (assustadora): talvez eu goste tanto de começar minhas dietas porque na véspera eu me autorizo a fazer uma despedida em grande estilo de tudo que eu não vou comer por causa da dieta. E com essa desculpa, faço a festa com guloseimas que já não fazem parte do meu dia a dia, como a pizza e o chocolate. E, acreditem, fiz uma despedida com todas as letras maiusculas, brilhando com neon e soltando fogos de artifício.
A diferença é que dessa vez eu me obriguei a subir na balança antes e depois. Isso porque declarei guerra (mais uma vez) e decidi fazer um grande calendário, que mora na parede do meu quarto, e que coloco o meu peso diário logo depois de subir na balança. E, acreditem, o resultado foi chocante: como alguém consegue engordar um quilo de um dia para o outro? É simples: basta se entupir de comida. E mais tarde, quando alguém perguntar, diga que é culpa da sua alergia ou da sua depressão. E fica tudo bem. Aliás, não, não fica...

8 comentários:

Maricota disse...

Afeee... Vc na briga com a balança para emagrecer, eu para engordar..

Você perguntou, como um pessoa pode engordar 1 Kg de um dia para o outro? E eu lhe respondo: Como uma pessoa consegue emagrecer de 1 a 2kg fácil em um dia?

É só não se alimentar direito!! E vc pergunta: Mas como????
Eu também não consegui achar uma pergunta para essa resposta e vivo com a briga da balança!

Bel Lucyk disse...

Maricotinha... troca comigo? rs rs bjs

Paula Menna Barreto Hall disse...

Bel, eu engordo 2 quilos de um dia pro outro e 3 num fim de semana mais calibrado!! Somos duas na luta com a balança e quando mudei aqui pros EUA a situação piorou bastante. Agora to malhando pelo menos 1 hora por dia, praticamente todos os dias!! Vamo que vamo..........bjs e boa sorte na dieta!!!!!

Bel Lucyk disse...

Paula, eu só queria saber porque comer engorda! kkkkkkk

CAMILA MÁXIMO disse...

Bora malhar, Belzita!
Topa???
Vc vai ganhar a briga com a balança, prometo!
Saudades!
Beijocas da Cacá

Bel Lucyk disse...

Cacá! Eu já tô malhando!
Há dois meses! E agora resolvi fazer acompanhamento com personal! Agora vai ou racha?

Jow disse...

Eu tenho a resposta para todas estas perguntas...

Anônimo disse...

Sabichona essa Jow!!!sabe tuuuudo...