segunda-feira, 15 de março de 2010

Mais uma da série: Filosofiando - filosofia de conversa fiada

E aí que eu ando meio sem inspiração. Mas essa parte da minha vida é meio óbvia. Aliás, bem óbvia para quem lê esse blog e vê que o número de atualizações tem diminuido consideravelmente nos últimos meses. Só não consigo entender bem o porquê. Sempre me considerei uma pessoa criativa, mas desde o início do ano eu imagino textos, escrevo-os até a metade e depois... nada. Não consigo finalizar, não consigo fechar uma idéia. Meus textos têm tido começo e meio. Fim... bem...essa parte tá difícil. 
Tentei escrever algumas crônicas, nada. Lembrei de algumas histórias divertidas da minha vida... nada. Redigi um texto sobre o porque gosto tanto dos blogs que gosto e por mais que eu saiba o motivo, não consegui expressar. Escrevi sobre um amigo e também ficou no meio do caminho. Não há fechamento. Ando num momento da vida em que muita coisa está assim como os textos. E sim, eu sei que tenho alguns momentos em que é muito mais difícil escrever do que em outros. Mas eu sempre consegui driblar isso bem... até então. 
Há algum tempo atrás escrevi um sobre o meu processo criativo e uma das hipóteses para o que está acontecendo agora é que o que acontece na elaboração dos meus textos está tomando os outros aspectos da minha vida. E assim como o blog, todo o resto anda mais ou menos com o mesmo status. E não anda adiantando escrever a primeira palavra  ou dar o primeiro passo para que o resto se desenrole naturalmente. O todo anda desorganizado, anda desordenado e até agora eu não consegui achar a ponta. As coisas na minha vida andam assim, como uma fita crepe. A ponta existe em algum lugar, mas eu não tenho idéia de onde está. 
Ás vezes eu acho um pontinha e até consigo um pedaço de uma idéia. Mas como uma fita crepe mal cortada, essa pontinha é pequena e ao invés de abrir caminho é apenas um pedaço irrisório para o tamanho das coisas que eu quero. 
E aí que eu fico assim, procurando feito uma maluca A ponta. Ou  fico impaciente e pego uma tesoura para criar meu próprio começo. Só que aí as coisas acabam ficando mal cortadas mais uma vez. E o que me preocupa é que no final não vai restar nada além de pequenos retalhos de coisas que não chegam a lugar algum...

3 comentários:

Camila Máximo disse...

Belzita,
Acho que precisamos marcar um almoço pra eu pegar aquelas fotos que vc separou pra mim e pra gente conversar sobre o seu processo criativo! Quem sabe a gente sai pra falar besteira e no meio disso tudo vc acha uma boa ideia pra escrever aqui??? hein, hein, hein????
Proposta tentadora e irrecusável!
Beijocas da Cacá!
Saudades!

Bel Lucyk disse...

Cacá!

Eu boto fé no nosso almoço, tenho certeza que vai ser super divertido =)
AS fotinhas estão na casa de mamys. Vc precisa delas pra quando?
PS - o almoço pode ser em qualquer dia dessa semana. beijinhos!

Camila Máximo disse...

Belzita,
Essa semana estou em PE, mas semana que vem estarei por aí!
Preciso das fotos pra próxima semana, pq vou escanear e fazer um painel de fotos.
Vc vai domingo pra Lulu??? Escolhe umas bem bacanas, tá bom?
Beijocas
Cacá