domingo, 26 de dezembro de 2010

Meu momento "Paola Bracho" em 2010 foi...

... então, eu nao tinha a menor idéia de quem era Paola Bracho! Dei uma procurada no google, dei uma olhada no blog do Max antes de escrever meu texto e... me lembrei de uma viagem que fiz há pouco tempo com duas amigas queridas em que uma contou a história de um antigo chefe que dizia que  fazia uso das pequenas doses de maldades diária. Nem lembro ao certo qual era o assunto em pauta, mas acho que não estávamos sendo muito politicamente corretas.
Eu tento não alimentar muito esse meu lado maldoso e grande parte do tempo consigo fortemente domá-lo. Quase que nem sempre dá certo, principalmente quando a originalidade anda por perto (sim, isso é uma piada interna). Mas é isso, meu lado Paola Bracho existe. Mas não gosto muito dele e tento mantê-lo bem adestradinho. E quando ele vem à tona... rende boas histórias... #podesersortepodeserazar

Um comentário:

Larissa Bohnenberger disse...

Ah, não faz mal ser má de vez em quando, com quem merece... liberta a Paola Bracho que existe em você!
Rsrsrs!

Bjs!