terça-feira, 30 de julho de 2013

Mais um pouco de atividade onírica

Sonhos são preditivos? São lampejos do inconsciente vindo à tona? Ou são apenas imagens aleatórias que passam pela nossa cabeça durante o sono?
Prefiro pensar que seja a terceira opção.
Ontem a noite soube de uma tentativa de assalto. E sonhei com isso. 
Eu vinha pela fatídica rua em que ocorrera a tentativa, lembrei do aviso do meu amigo, mas pensei: ah, não vai acontecer nada...
E quando cheguei no local do possível crime, a rua estava fechada. Ah, e era noite, claro. Quando dei a volta para pegar a rua na contramão e sair do lugar, apareceram vários marginais. Um deles se posicionou na frente do carro e apontou a arma pra mim.
Como reflexo, abaixei atrás do volante e acelerei o carro na direção do meliante.
Este, atirou e me acertou, nas costas. A dor foi forte. E, confesso, que acordei sentindo um incômodo no exato local do tiro no meu corpo. Continuei acelerando, dirigindo o carro até um posto próximo, com a certeza que poderia desmaiar a qualquer momento.
E eis, que no momento seguinte, eu estava andando num local gramado, tentando achar um hospital, mancando e sentindo dor, com o auxilio da minha irmã. Quando conseguimos chegar no local, este era, na verdade, uma consultoria de RH. Eu eu só sentia muito medo de não conseguir atendimento antes de desmaiar.
E acordei.
Eu, hein?

Nenhum comentário: